Café...tudo de bom!

2.4.11

O Dom da Poesia (fragmento)


O DOM DA POESIA

Deixa a palavra escorregar,
Como um jardim o âmbar e a cidra,
Magnânimo e distraído,
Devagar, devagar, devagar.

Boris Pasternak
(tradução de Augusto de Campos)

abçs,


Postar um comentário