Café...tudo de bom!

19.6.11

Outono


Égua rubra alisando as crinas:
O outono na calma dos zimbros.

Sobre a margem terrosa e áspera,
O tinido azul dos seus cascos.

Monge-vento, passo medido,
Pisa as folhagens do caminho.

E beija o Não-Visível - Cristo,
Chagas vermelhas entre arbustos.


Serguei Iessiênin
(1914)
Tradução de Haroldo de Campos

bjs,soninha

Postar um comentário