Café...tudo de bom!

26.11.12

SEMENTINHA BOA


Minha mãe sempre diz que o amor dela é dividido igual entre eu, meus dois irmãos e o Surya, nosso vira-latas. Ela ama tanto ele quanto ama a gente. Eu já vi até ela chorar porque ele ficou doente uma vez. E nem eu nem meus irmãos ficamos com ciúmes. Porque os animais merecem ser amados pelos seres humanos. E não apenas os cachorros ou os gatos, ou os peixes e passarinhos, que vivem presos em aquários e gaiolas, mas todos os animais: as vacas, os morcegos, os touros, as baleias, os porcos, os patos, os tubarões, as galinhas, os frangos, os pintinhos… Inclusive aqueles que os outros gostam de ver presos no zoológico, como os elefantes, os macacos, as girafas, o hipopótamo e o leão, que nunca dá um rugido de feliz. Os animais não merecem ser comidos. Não merecem que a gente tire o leite deles, nem os ovos deles, nem a lã deles… Porque tudo isso é deles, e não nosso. Eles merecem nosso carinho e nosso respeito, assim como o Surya. Eles merecem viver na casa deles, e não onde achamos que eles devem morar. Eles querem brincar, querem rolar na grama da selva, querem voar até ficarem cansados, querem nadar à vontade, querem subir pelas árvores e não ficar segurando nas grades de uma gaiola suja e apertada, levando choques, injeções e sem saber quando vão poder sair. Eles não fizeram nada de errado! Eles só fazem a gente pensar em coisas boas… É por isso que eu quero ser presidente quando crescer: para mandar todo mundo parar de judiar dos animais, os nossos irmãos!
Postar um comentário