Café...tudo de bom!

3.4.16

Primeira edição do Jornal do Commercio circula em Recife, Pernambuco, Brasil.

Primeiro prédio do Jornal do Commercio, na
 Rua do Imperador, Recife, Pernambuco

Jornal do Commercio é um jornal do Nordeste brasileiro com sede no Recife, Pernambuco, fundado em 3 de abril de 1919 pelo ex-senador Francisco Pessoa de Queiroz (juntamente com os irmãos João e José) para fazer a campanha do seu tio Epitácio Pessoa à presidência da República.

Em 1930, com a revolução, o jornal foi totalmente destruído e incendiado, sendo recuperado três anos mais tarde.

Na década de 1940, o Jornal do Commercio foi o único jornal brasileiro a noticiar a invasão da URSS pelas tropas de Hitler, graças à antiga prática de só fechar a primeira página às 04 horas da manhã. Durante muitos anos, chegou a ser o jornal mais influente do Nordeste.

Na década de 1960, tornou-se o carro-chefe do mais influente grupo de comunicação do Nordeste (formado ainda pelo vespertino Diário da Noite, uma emissora de TV e cinco de rádio).

No final da década de 1970, começou a enfrentar uma grande crise financeira que iria durar dez anos.Durante esse tempo, chegou a suspender o pagamento aos seus fornecedores, inclusive de papel; os jornalistas não recebiam salários, apenas vales; e o jornal chegou a vender apenas 850 exemplares/dia.

Primeira edição do Jornal do Commercio, Pernambuco

Em fevereiro de 1987, um grupo de funcionários assumiu o jornal que deixou de circular por 34 dias, até que a empresa foi adquirida por um grupo empresarial que tinha como acionista majoritário João Carlos Paes Mendonça, do Grupo Bompreço. O jornal, então, foi recuperado e voltou a disputar o mercado em pé de igualdade com o Diário de Pernambuco.

Atualmente, o jornal figura entre os periódicos de maior credibilidade do Brasil e já conquistou ao longo de sua história muitos dos principais prêmios nacionais destinados ao setor de comunicação, como o Esso Regional Nordeste, Fiat Allis, Vladimir Herzog, Imprensa Embratel, Unisys e José Reis de divulgação científica, entre outros. A publicação também é recordista absoluta do Prêmio Cristina Tavares, maior reconhecimento jornalístico pernambucano, com dezenas de troféus em texto, arte, foto e desenho.

Entre os reconhecimentos mundiais, estão o Prêmio Desertificação: Uma Ameaça Global, conferido pela ONU, o da International Library of Photography e vários reconhecimentos no News Page Design (que elege as melhores capas de jornais do mundo).

O Jornal do Commercio é parte integrante do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, um conglomerado de veículos de comunicação que conta ainda com a TV Jornal, Rádio Jornal, JC/CBN Recife e o JC OnLine (todos situados no Recife),além dos veículos localizados no interior do Estado como a TV Jornal Caruaru e a rede Rádio Jornal (presente em Caruaru, Garanhuns, Limoeiro, Pesqueira, Petrolina).

Fontes: Pernambuco de A a Z e Wikipédia.


Postar um comentário