Café...tudo de bom!

3.3.11

A Rendição da Violência




A RENDIÇÃO DA VIOLÊNCIA


A violência se espraia pelo mundo como fogo ateado ao mato seco!

A mídia,diuturnamente,lança dentro dos lares as mais diversas formas de violência.São crianças espancadas pelos pais,mulheres pelos maridos,idosos por familiares,professores são agredidos pelos alunos,os animais sofrem o seu estigma muitas vezes por parte dos seus donos atribulados emocionalmente. 

Enfim,há um turbilhão desta peste malsã que poderíamos chamá-la de ciclone, tsuname ou o que mais queiramos, algo de muita força e poder que arrasta os que estão pela frente contagiando-os e levando-os de roldão nas suas entranhas.

São formas tão requintadas de violência que nos perguntamos: A que raça pertenço meu Deus?! 

Serão estas criaturas miseravelmente violentas destituídas de sentimentos ou as criastes de uma maneira diferente para que assim possam agir?!

Choca,abala e  impele os tíbios aos braços do medo onde se  refugiam para saltarem daí aos da síndrome do pânico ou ao caricioso ninho da depressão para daí enveredarem pelas portas nebulosas do suicídio. 

Há uma febre de violência queimando as vísceras planetária deixando as suas águas contaminadas para mais tarde saciarem a sede humana tornando-os perversos e maus. 

Mas,quando as pétalas das poesias se espraiarem por todo o planeta, dissolvendo-se nos rios,mares,lagos e oceanos,as águas serão puruficados evaporando notas musicais cristalinas que serão ouvidas até o ponto mais distante do infinito despertando os anjos e arcanjos que virão ttransformar a violência em paz.

Será uma transformação pacífica e não um embate doloroso ou sangrento.

A compreensão do verdadeiro significado da vida medrará em todos os corações e a violência arregaçará as mangas a fim de colaborar na própria transformação,colhendo rosas no santuário divino para serem ofertadas à  maravilhosa amiga:a Paz!
 

Blogagem Coletiva do Blog Fábrica de Letras



Clique no banner ou no link e participe.

bjs,soninha 



Postar um comentário