Café...tudo de bom!

3.3.11

Mergulho



MERGULHO

Não houve ponto final!
as reticências choviam
enquanto lágrimas teimosas
tremulavam nos olhos da alma
sob a tênue neblina da saudade
li o teu nome no outdoor
que fazia propaganda de baton...
lembrei aquele beijo
e mergulhei na saudade
para nunca mais emergir.

bjs,soninha


Postar um comentário