Café...tudo de bom!

3.6.11

Invisível Dor


 Invisível Dor

Em conflito,
os sentimentos
atropelaram ...
a minha mente!

impiedosos
severos
inclementes

dedo em riste
na minha face
sentenciaram-me

Escuto o martelo!
os engasgos...
os pigarros...

CULPADA!

Fogem-me!
apenas um,
solitário
me espia.

Não suporto a dor
que me sufoca...

URRO!
desfaço nós e...
desfaleço!

Aceito
a sentença...

Tombo  infeliz!


bjs,sonina


Postar um comentário