Café...tudo de bom!

3.6.11

Vida !


Vida !

Ah! este fogo que me queima, consumindo as minhas entranhas e minh'alma desfazendo, com o seu calor, o gelo que oprime e tolda a minha visão do mundo. Chama cristalina que não recua e não se deixa intimidar diante das turbulências que buscam se interpor ao meu caminhar, por saber-se rainha absoluta e vencedora por antecipação.

Não foge às suas responsabilidades pois sabe-se fluxo harmonioso e luminoso que não  ilumina demasiadamente a fim de não ofuscar o brilho natural de cada ser, nem deixa lacunas às escuras que possam gerar conflitos, colaborando com o caminheiro a não se perder da sua trilha. 

És tu, divina mensageira de Deus quem nos abre as portas ao conhecimento, crescimento e luz !

És tu quem lança na alma dos poetas as mágicas inspirações d'onde brotam pérolas que enternecem ao mesmo tempo em que despertam nobres indagações. 

Ah! doce e sutil mistério pleno de calor, que me envolve nas suas asas, me engolfa dentro de si levando-me a transitar entre o ser e o não ser...

Como te desejo ó desejável incógnita infinita !

No teu calor eu me consumo renascendo das cinzas a cada dia para novamente  lançar-me em ti, sorvendo o cálice que me ofertas com a mesma sofreguidão com que o fiz pela primeira vez.

Chama misteriosa que alcança cantos e recantos do Universo, dama dos mistérios que encanta espargindo magias incompreendidas por muitos e que, nao suportando-as, buscam fugir de ti para reencontrar-te em novas dimensões.

Compilar pensamentos, colher palavras, bordar letras e lançar purpurina sobre textos que busquem cantar-te, será, sempre, insuficiente porque a tua grandeza não cabe nas nossas míseras intenções .

Ó Vida, calor infinito que se permite propagar em ondas concêntricas ad infinitum... 


bjs,soninha

Postar um comentário