Café...tudo de bom!

30.8.11

Filha Amada!


ADELINA MARIA CIDREIRA DE FARIAS

* 30.08.1970
+ 24.04.2000

Filha, amada filha!

Estaríamos comemorando o teu aniversário se aqui estivesses entre nós; casa lotada de amigos, burburinhos por todos os lados, telefone a tocar ininterruptamente, rostos sorridentes e felizes...era sempre assim quando por aqui estavas.

Casa sempre cheia, telefone que não parava de tocar, a tua voz suave qual o canto do mais puro pássaro e a alegria espalhada por ti, aos quatro cantos.

Hoje, todos se foram e, parece-me que apenas eu lembrei que é dia do teu aniversário.

Mas que importa, não é mesmo?! 

Eles seguiram os seus rumos e eu me pergunto: qual é o meu depois que te foste?

Ficaram os teus irmãos, é verdade, vieram os netos, mas...e o teu lugar vazio? que faço com ele a não ser preenchê-lo com a saudade que nem cabe dentro do meu peito nem dentro da minha alma, transcendendo ao infinito por onde me desloco em busca de ti. 

Criei uma ponte por onde transito todos os dias a fim de encontrar-te: é a ponte da oração. Muitas vezes nem mesmo ela me acalma, mas que fazer se a vida é mesmo assim?

Meu presente, hoje, são estas flores simbólicas que representam a nossa união, e a minha alma repleta de saudade por ti.

Fica com Deus filha querida e jamais te afastes da oração...

Deus te guarde, sempre!

Tua mãe que te ama, sônia.


Postar um comentário