Café...tudo de bom!

16.9.13

Mãe


Não creio na tristeza que nos mata nem na saudade eterna que não possa ser minimizada pela presença do amor desfraldando a sua vitoriosa bandeira quando dormimos e sonhamos. Eis que o teu perfume impregna as nossas vidas remetendo-nos às doces recordações da infância onde estás, presente e única. Já não há mais nenhum mistério, ilusões ou dúvidas. 

A vida possui em si todas as chaves com as quais nos abre as portas ao entendimento do que ela é para nós e não nos permite contestar.Em crescendo aprendi que a minha fantasia de eternidade ao teu lado,ainda aqui, era mais um sonho de criança e hoje debruço-me sobre as nossas gratas lembranças que as guardo em mim. 

Aquece-me o teu amor nas frias madrugadas e, na melodia do silêncio percebo o quanto destoei e estive desafinada dentro do cântico que entoavas no seio da família. Resta-me, contudo, a certeza do nosso reencontro quando poderemos retomar a partitura inicial corrigindo-a em louvor a quem é o Senhor da Vida. Nesta magia que se desenrola diante de nós nas vinte e quatro horas diárias a tua lembrança é pano de fundo onde tudo o mais perde a sua beleza tornando-se apenas meros complementos a ti.És luz que alumia, roteiro a ser seguido,porto onde ancorarmos e paz tão almejada.És a estrela que anuncia o nascimento de uma nova aurora!

soninha
Postar um comentário